"Vais mas é levar no focinho!"

Ai vou? Engraçado... Tens o disco riscado ou gaguejas desde pequenino? Agora fiquei na dúvida! Está no meu direito penso... Já agora, não te intitulas com nenhum "pseudónimo", tipo "El solitário"? Seria realmente irónico.
Mas olha que esse stress todo faz-te mal pá! Ficas com rugas mais cedo, o teu cérebro tende a diminuir cada vez mais, a tua voz passa a ser parecida à da Júlia Pinheiro, e "prontos"... Começaste com o "levas no focinho", e acabas atropelado por um autocarro, ou qualquer outro veículo de proporções idênticas. Mas tu também não tens culpa de ter nascido assim, não é?! Quem sai aos seus não degenera.

Como o outro diria: "Estes cachopos..."

5 comentários:

  1. Cachopos? Pensava que só havia cachopas...
    O título devia ser "o regresso de el solitário do mundo dos mortos, parte 233!"

    Ana Mendes

    ResponderEliminar
  2. Como já chegamos á conclusão que afinal "a pessoa das ameaças idiotas" tem dois neurónios, acho que é assim: o neurónio da parte "vou-te rachar a boca" bloqueou, então o outro neurónio correspondente á parte "vais mas é levar no focinho" tem de fazer trabalho duplo, ou seja, tem de fazer de neurónio número 1 e de neurónio número 2.

    Conclusao: assim este sujeito só pode fazer esta ameaça...MAS ATENÇÃO! Isto só acontece até ao neurónio 1 desbloquear, porque quando isso acontecer, este sujeito vai-nos presentear com uma bela ameaça do género "vou-te rachar a boca toda e a seguir levas no focinho".

    Tentei fazer um comentário relativo á saúde mental do sujeito bastante simplificado de forma a ele poder perceber o que se decerto se passa no seu cérebro. Espero que possa tratar disso rapidamente.

    Os melhores cumprimentos, anonimo 2

    ResponderEliminar
  3. És ridiculo. E olha...Vais levar no focinho

    ResponderEliminar
  4. Ena...explica-me como consegues que eu "leve no focinho" se eu nem estou a assinar o nome?

    anonimo 2

    ResponderEliminar