Pão!


Gosto de pão. Pronto, já admiti! Felizmente para a minha pessoa, fui criado numa terra onde o pão parece que tem mão divina no fabrico, Beja. Fiquei mal habituado. Infelizmente para a minha pessoa vim estudar para um cidade onde o pão é mau como a merda, passo a explicar:
Não encontro padarias em lado nenhum (das que vendem pão, claro), peço uma torrada num café e fazem-na nesse panrico insuflável hórrivel, porra, acho que até aquele pão de recurso que fazem no continente é pior aqui na Covilhã.
Vou começar a trazer pães de quilo alentejanos às dúzias cada vez que vá a Beja, está visto!

4 comentários:

  1. olha vasco não vale a pena...a lisboa já o pão chega duro (pois, não há pão "normal" no pingo doce ao pé da minha casa) quanto mais á covilha...acho melhor aprenderes a fazer pão, até te sai mais barato lool

    (isto de aqui aparecer "comentar como" e depois não conseguir comentar a não ser que meta "comentar como anónimo" e depois assinar o nome é idiota -.-")

    Adriana

    ResponderEliminar
  2. Pão? Mas quê só podes comer pão? Vais é levar no focinho

    ResponderEliminar
  3. O pão alentejano é bom.
    Tens alguma coisa contra?
    E tu, pelo contrario, podes comer tudo menos pão?

    Que gente tão parva, ainda por cima nem escrever sabes, e tambem nunca deves ter andado na escola, ou melhor, nem precisas andar na escola, basta teres olhos na cara, as pessoas não têm focinho.

    vai preparar o teu jantarinho (com ou sem pão) e aproveita e estuda biologia

    bj do anonino 2

    ResponderEliminar
  4. Mas qual é o teu problema? Gostava mesmo de saber... Gostava de saber se és mesmo parvo ou um idiota chapado.

    Anónimo 3

    ResponderEliminar