Passagem de Ano


Os meus queridos leitores já têm a lista de juras para o ano que vem? Fazem bem, eu cá não faço lista nenhuma, para além do mais não vou comer as doze passas, que não gosto delas, tão pouco vestir ceroulas azuis, que não passo cartão a superstições e da minha indumentária trato eu. No entanto, juro que vou consumir a maior quantidade de bebidas alcoólicas que puder, champanhe, vinho, cerveja, sei lá, o que vier, e fica também prometido que não vou ver a emissão especial dos Ídolos, tão pouco o que as congéneres televisivas da SIC transmitam no réveillon (sempre quis escrever esta palavra no blogue, réveillon). Com isto tudo acabei de lixar a minha primeira afirmação, que vá, já prometi três ou quatro coisas. Bem feliz 2010, o 2009 que vá para o… que se vá à história e vemo-nos para o ano que vem, se nosso senhor quiser, pois está claro!

Sugestão para as horas livres



Não faço ideia do que esteja escrito neste tal de Halens, porque de letão não percebo nada, mas digo desde já que as ilustrações pautam pela sua qualidade. Ao que parece é uma espécie de La Redoute… da Letónia, letã, portanto. É um must este site, recomendo as áreas sākums e sievietēm, não sei o que querem dizer estas palavras, tão pouco como se pronunciam, mas têm montes de rapariga gira em lingerie, no entanto as seguintes áreas são dispensáveis: bērniem, que é só chavalinhos, vīriešiem, que é só homens e mājas iekārtojums, tipo "Loja do Gato Preto" ou "Querido Mudei a Casa"; fiquei na dúvida se as secções brīvais laiks e atlaides valiam ou não a pena, confirmem vocês mesmos. O sítio é oferecido aos visitantes em quatro outras línguas para além do letão, são elas o finlandês, o norueguês, o estónio e o sueco, porém, como destas também não pesco nada, dá-me igual e fica a informação apenas a título de curiosidade.

Um flamingo em Nova Iorque


Não, não é o nome de um filme. Segundo o jornal espanhol La Vanguardia, foi encontrado na cidade de Nova Iorque, no Central Park, um flamingo nascido e criado (também anilhado) no delta do rio Ebro, província de Tarragona, Catalunha, Espanha. Nunca imaginei que houvessem flamingos em Nova Iorque, pelos jeitos até nem sou o único porque este já famoso bicho bateu com esta epopeia o recorde de distância flamingamente falando: 6100 quilómetros, provavelmente feitos de assentada, superando o anterior de apenas 2750 quilómetros cujo o antigo detentor obteve com a sua viagem até à Mauritânia.
Nos comentários à notícia havia quem dissesse que era outro separatista catalão que tinha emigrado por não poder mais com a classe política espanhola. Quiçá, quem sabe?

Peta homenageia Bob Marley


Activistas da Peta (People for the Ethical Treatment of Animals - Pessoas pelo Tratamento Ético dos Animais), organização norte-americana pelos direitos dos animais, internacionalmente conhecida - especialmente pelo público masculino por incluir gajas nuas e boas (como o milho, diriam alguns) nas suas campanhas de sensibilização, tais como Pamela Anderson, Christian Serrato, Christy Turlington, Naomi Campbell, Joanna Krupa, Bethenny Frankel, Alicia Silverstone, entre outras - homenageiam algures por estes dias o grande, já defunto artista jamaicano Bob Marley pelo enorme amor e respeito que demonstrou para com os animais durante a sua vida.
Acontece que o cantor de reggae era um primoroso defensor dos direitos dos animais, destacando-se especialmente na protecção dos piolhos. Bob abrigava inúmeros destes animaizinhos chupadores de sangue, um ecossistema inteiro, dando-lhes além de habitação, também de comer e companhia, havendo inclusive registos de que falava com eles longas horas a fio sobre os mais variados assuntos, não estando no entanto provado se os seus hóspedes lhe respondiam ou se toda esta situação não se passou apenas por abuso ao longo dos anos de várias substâncias psicotrópicas ilícitas que lhe teriam toldado o juízo.
A Peta responde que estas últimas alegações não passam de suposições e realça o enorme altruísmo de Bob Marley, para além do seu espírito de abnegação. Finalizando, o porta-voz desta organização pede que se tome o exemplo de Bob, com o slogan “Enche a tua cabeça”, comprometendo-se desde já a medidas de combate contra os fabricantes de pentes finos, champôs anti-bicho, insecticidas que se metem nas pessoas e demais produtos que ponham em causa a integridade destes simbióticos bichinhos. Retaliações contra escolas primárias que ponham de quarentena e em tratamento os seus pirralhos infestados também foram prometidas.



Tudo isto não passa de imaginação minha, baseada contudo em factos reais, não sendo no entanto uma estória de todo descabida tendo em conta o historial da Peta. Afinal de conta estes senhores querem-nos reduzir a dieta de duendes: bagas e frutos!

Angelina Jolie diz que fidelidade não é essencial num casamento


É o título, para além deste post, de uma notícia do i. Isto vem a propósito de uma discussão que ela teve com o Brad no outro dia no intervalo da sua demanda de adoptar um catraio de cada país do mundo (são hobbies!). Pois então o Brad descobriu que eu tinha um caso com a Angelina e foi-lhe pedir explicações (comigo não quer nem conversa porque já sabe que eu o esfarrapava todo, a ele e aos armários que andam atrás dele), ao que ela lhe respondeu que não queria de se deixar de "encontrar" comigo. Ele não teve outro remédio, ou aprendia a gramar-me, sustentar-me e tolerar-me, ou que estava tudo acabado com ela e que arranjasse outra actriz jeitosa. O que é certo é que me continuo a "encontrar" com a Angelina, frequentemente, saliente-se, e o Brad, bem, o Brad tem andando muito mais mansinho, normalmente quem paga a conta do jantar é ele, que eu sou um teso, mas tem sido porreiro comigo. Volta e meia vamos beber uma bejecas com os amigos dele, aquele Clooney é uma sarna.
Ah, quanto às declarações que o jornal i publica, foram devido a este pequeno percalço, mas é tudo passado. No entanto ando farto da Angelina, tem muitas tatuagens para o meu gosto, aquela Giselle Bündchen anda farta de me chatear, para ir jantar com ela, talvez lhe dê uma hipótese…


É impressão minha, ou só tenho escrito merda... incluindo hoje? Whatever, fica à consideração de cada um!

Dupla efeméride


Hoje é Natal e o post número 200 do Fado do Desgraçadinho! É portanto um dia muito importante. Já agora, Feliz Natal! Para os leitores anglófonos, merry Christmas, para os hispanohablantes, feliz Navidad, para os francófonos, bem, não gosto dos franceses por isso não levam nada, que aprendam português, ou inglês, ou espanhol, ou não aprendam, que se lixem. Também não gosto dos espanhóis, mas deu-me na gana, tampouco gosto dos americanos e ingleses, mas enfim, é a língua internacional. Pois bem, agora que já espalhei amor e sei lá mais o quê, como tradicionalmente se faz nesta quadra natalícia, dou o post quase que por encerrado, exceptuando isto:
Porque raio estou a desejar feliz Natal aos leitores estrangeiros se não os temos? Aliás, porque carga de água estou a desejar feliz Natal seja a quem for se não temos leitores de todo? É pá, que se lixe, guerra e conflitos para toda a gente e viva o Fado do Desgraçadinho, esse pequeno GRANDE blogue, que apesar de menosprezado pela humanidade (sim, que isto é categoria de leitura obrigatória) não deixa de ser o melhor espaço de toda a internet, melhor mesmo que o porntube!

Qual é a semelhança entre uma vaca e uma bola?

A vaca dá o leite, o leite dá o queijo, o queijo não dá nada, o que nada não se afoga, e o que se afoga é bruto, Brutus matou César, César viveu em Roma, Roma fica em Itália, Itália está na Europa, a Europa fica no mundo e o mundo é redondo com uma bola...

Pirataria


Hoje apetece-me falar de pirataria! A pirataria é ilegal e bastante prejudicial à nossa economia. Por favor, se és pirata, põe a mão na consciência e deixa de sê-lo, não roubes barcos!

¡Feliz cumpleaños!



Parabéns murcão, já não és um menino. Agora podes-te inscrever para tirar a cartinha (que bom p'ra ti!) mas juro que não te aconselho que já te estou a ver espetado num sobreiro. Já agora, finalmente me vejo livre de ti, nunca mais te tenho que comprar tabaco porque o menino não tinha idade para pedir que ligassem a máquina, a partir de agora compras tu que eu não me gosto de ver associado com essas práticas poucos saudáveis.

AR


Se alguém já viu aquele programa que às vezes dá na RTP2 à tarde, chamam-lhe “Assembleia da República”, que me explique: Que merda é aquela?
Aqueles gajos são arrogantes, cínicos, ignorantes... sei lá, um asco! Agora pensem, é aquela relé que legisla em Portugal! Dá que pensar não dá? Aliás, dá que vomitar não dá? Afinal de contas são aqueles gajos (e gajas) que fazem as leis do nosso país. Para quem nunca viu as figuras tristes que por lá se fazem, não perdem nada, no entanto, tenham medo, é muito pior do que o que possam imaginar. Passo a explicar, é uma espécie de discussão de putos, discussão de recreio aliás, mas em vez de se discutir cromos e o tamanho do carro do pai, discute-se a vida de dez milhões de pessoas. Não é admissível que políticos, que são os funcionários públicos mais bem pagos do país, se interrompam, trocem e se riam uns dos outros. Já agora, quando eu digo que aquilo parece discussão de recreio, não é exagero, e quem quiser que confirme, ele usam as mesmas expressões e tudo! Enfim…

Já fez a boa acção do ano?

Não? Então envie-me uma prenda, e sinta-se uma pessoa melhor! Prometo que também eu me vou sentir! Entre no espírito natalício fazendo uma boa acção!

Feliz natal a todos. 

I'm still alive, don't worry!

Passei aqui só para dizer que fui um dos felizes contemplados que já teve o prazer de experimentar esse grandioso vírus: O H1N1. Vulgarmente denominado por gripe A! E devo dizer que depois de 2 dias de descanso e algum tamiflu, fiquei como novo. O único problema da gripe A, é que nos faz cair um braço ou dois, fora isso... Bem, eu cada vez que digo uma verdade, cai-me uma perna... Ainda tenho as duas...

É impressão minha ou está assim "amondes" que um pouco de briol?

É dia 18


E parece que estou de férias! Lá para Janeiro há mais e parece que vai ser um mês em cheio, cheio de frequências... Enfim, hoje não dá para mais, peço desculpas ao assíduo leitor (ou não, quiçá) que teve que ler esta merda.

PS: Sapo, where are you? Still alive?

Por olhar para a cauda do burro pendurado na parede


Que cabrão de gelo! Fodasse, é de matar um gajo de frio, raios partam o frio. É que se ao menos nevasse, mas nem isso, só vento, ou chuva, ou os dois, do género champô e amaciador, tanto se compram separados como no mesmo frasco, e estou a falar de marcas rascas, claro, que o orçamento não é generoso.

Sobre a Catalunha


Catalunha: "Sim" vence na consulta sobre independência


O "Sim" venceu no referendo simbólico sobre a independência que ontem decorreu em 166 municípios da região da Catalunha, Espanha.

Os votos favoráveis quase chegaram aos 95%, segundo dados avançados pela edição online do jornal "La Vanguardia".

Apesar do resultado, a taxa de participação não deve ter ido além dos 30%, o que equivale a dizer que apenas votaram 200 mil dos 700 mil eleitores convocados para a consulta popular. No município com mais população, o de Sant Cugat del Vallès (Barcelona), a participação foi apenas de 25% dos cidadãos.

O dia de ontem foi, para a região autónoma espanhola, um dia de "revolta popular pacífica". Numa acção da sociedade civil sem cariz vinculativo - e que nem sequer abrangeu todo o universo de eleitores -, aos catalães era perguntado se concordavam que "a nação catalã seja um Estado de direito, independente, democrático e social integrado na União Europeia".

A par dos 94,71% de votos no sentido do "Sim", o referendo, que foi seguido por 34 observadores internacionais, registou ainda 3,53% de votos "Não" e 1,76% de brancos e/ou nulos.

A consulta contou com o apoio de cinco partidos da Catalunha (CDC, ERC, ICV, CUP e Reagrupament). Em termos globais, foram registadas as opiniões de eleitores em 29 comarcas da região, tendo sido criado um sistema informático centralizado para garantir a transparência do processo eleitoral e analisar os resultados dos diversos locais de voto.

Pelo facto de as consultas não serem oficiais, as votações tiveram de decorrer em locais como centros comunitários e ginásios.

O referendo simbólico decorreu numa altura em que o futuro da Catalunha permanece suspenso de uma decisão do Tribunal Constitucional sobre um recurso apresentado pelo PP ao estatuto da região, a lei que governa a autonomia e o seu relacionamento com o Estado. Alguns observadores sugerem que o tribunal pode declarar parte do estatuto inconstitucional o que, a ocorrer, poderia provocar uma convulsão governativa na região.


em Diário de Notícias

É a Espanha democrática e multi-cultural que temos, valha-nos a nossa santa padeira de Aljubarrota, que se não fosse ela (assim como quem diz), falávamos todos castelhano - e fazíamos nós também referendos não oficiais para protestar e nos vermos livres de Madrid. Amén!

Porque é Natal


O meu menino aí em casa também tem vibrado, tal como eu, com a parafernália de anúncios de brinquedos, respectivos acessórios, demais consumíveis e lambetas propícias a diabetes? Eu pelo menos tenho curtido bués! Todas aquelas músicas de fácil entrada no ouvido, as cores, as vozes agudas dos catraios! Sei lá, toca cá dentro, sinto-me nostálgico e com vontade até de enfeitar toda a casa em tons de verde, vermelho e dourado com luzinhas pisca-pisca que dão também aquela música foleira natalícia a oito bits.
Agora que já expus a minha intimidade e segredos obscuros, alguém me sabe dizer que idade tem nos dias que correm a senhora da publicidade da Ferrero Roche e há quantos anos morreu o seu compicha mordomo?

Copenhaga


Começa hoje com popa em circunstância na capital dinamarquesa, um encontro das elites políticas internacionais (se é que essas elites existam) para chegar a um novo acordo que substituía o de Quioto. Pode ser que desta vez façam as coisas como deve de ser, que por muito tentador que seja ter praia em Beja, que aliás bem precisa com o forno que para lá vai no verão, prefiro ter um mundo para as gerações vindouras, para que o possam aproveitar, tal como eu hoje. Vamos ser sustentáveis pá (que acho que Copenhagas não vamos lá, nosso Senhor me perdoe)!

Aqui e agora


Já alguém reparou que apesar de sermos um estado de direito democrático, unanimemente reconhecido internacionalmente como país desenvolvido (o qual nos incluí no primeiro mundo), devidamente integrado na superpotência global que é a União Europeia, e, claro está, o maior exportador de cortiça de que há memória, ninguém reparou que o charlatão que nos governa tem inúmeros pontos de interrogação acerca de questões legais a pairar sobre a sua pessoa? Ainda que fosse como o Lula, compadre seu brasileiro, que se desenvencilha de uma e nunca mais se ouve falar na coisa, mas porra Sócrates, mal acabas de sair de uma metes-te logo noutra! Afinal, que raio de engenheiro técnico és tu, que mesmo tendo a manita por tudo o que é Portugal fora, e mesmo no estrangeiro (aquele teu amigo espanhol da Prisa deu-te uma ajuda do catano, diz lá se não deu?), andas sempre com o nome barulho, e mesmo silenciando as coisas, que eu sei bem que te tens tentado orientar, não passas da cepa torta? Vá, não te chatei-o mais, nem sequer vou falar do Vara. Já agora, o meu irmão está a curtir tótil o Magalhães! Por acaso não fizeste trampa também com os computadores, pois não?