Vira o disco e toca o mesmo...

Anda bonito isto, uma alegria até, este (se é que se pode chamar assim) país. Começando no Papa português, o "Senhor" Jorge Nuno Pinto da Costa, que atropela um jornalista, foge, desrespeita um agente da autoridade, e ainda pede uma indemnização ao jornal por danos no veículo, saindo, como é óbvio, impune. Mas acho que já toda a gente está habituada a esta forma de agir da nossa justiça, tão paupérrimo como o fio de jogo do Sporting. Passando agora à politica, os confrontos entre o PM e o PR continuam, e assim nos alimentamos nós portugueses, com este tipo de coisas. Vira o disco e toca o mesmo... E ninguém, com poder poder para tal, dá um empurrão a este jardim à beira mar plantado.

Sem comentários:

Enviar um comentário