Jerónimo no desemprego, sem direito a indemnização...



O nosso amigo Alberto João Jardim quer proibir o comunismo, pois considera que a democracia não deve tolerar ideais totalitários como o fascismo, de direita, bem como os de esquerda, comunismo. A ideia deixa-me um pouco dividido. Primeiro porque os comunistas lutaram intensamente contra o regime de Salazar, e segundo, porque muitos dos portugueses que se dizem comunistas, é simplesmente porque não sabem realmente o que é o comunismo. Contudo, sou obrigado a recordar-me do que é o comunismo, e de todas as atrocidades que já foram cometidas em nome de tal ideologia. Basta reparar que qualquer país com regime comunista, é uma ditadura! Temos o caso da Coreia do Norte. Realmente o povo é todo igual... Comem todos raízes, e o chefe de estado brinca às bombas. E a verdade é que o comunismo é não mais que uma utopia, impossível de colocar em prática. Mas se é para proibir o comunismo, que se proíba também a extrema-direita, o PNR faz cá menos falta que o PCP. Ainda por cima o Jerónimo ia para o desemprego sem direito a indemnização, pois controla muitos sindicatos, mas não há nenhum que o "controle" a ele...

(Gostava, contudo, que todas as pessoas que se dizem comunistas, se preocupassem em saber o que é afinal o comunismo, e depois veríamos quantas continuariam a dizer: "Eu sou comunista". E já agora, quem não concorda que o PCP é o partido do "diz mal" e das "manifestações"? Por isso deixem no lá estar, nós queremos é greves e festas do Avante!)

Sem comentários:

Enviar um comentário